Em 2002, criei a By Conn (By Connection) com o objetivo de conectar excelências! Eu tinha certeza que iria encontrar muitas pessoas que acreditavam no meu sonho, que sabiam que eram especiais no que faziam e que teriam muita dificuldade em ter sucesso sozinhas.
Tentei muitas conexões e encontrei mais competição do que colaboração. Ouvi que isso vem da essência do homem. Tentaram me convencer que a natureza é assim. Algo transcendental! Imutável!
Romanticamente, continuo a acreditar que a salvação econômica, social e ambiental do nosso mundo só será possível com a colaboração. E que precisamos inverter essa ordem, pois o planeta sobreviverá sem pessoas e as pessoas já sobreviveram sem a economia.
Hoje renovo o meu sonho: conectar excelências. Sim, porque todos nós somos excelentes em pelo menos uma coisa. Aliás, em muito mais, tenho certeza! E descubro um mundo, não tão midiático, que se multiplica progressivamente, baseado em redes de colaboração. E cresce muito, alcançando resultados maravilhosamente inovadores nos campos ambiental, social e, pasmem, econômico.

Então, bora colaborar? É muito fácil, vou compartilhar o que tenho aprendido por aí:

1. Encontre alguém (profissional autônomo, empresa pequena ou grande) que tenha a mesma vontade. Essa é a parte mais difícil. Mas depois de um tempo exercitando essa prática, você saberá reconhecer facilmente um potencial colaborador. E descobrirá que existem muitos por aí.
2. Você também vai se decepcionar. Mas o mais importante é: NÃO DESISTA!
3. Abra seu coração. De verdade! Para falar e para ouvir!
4. Faça uma reunião presencial. Identifique sinergias. Na maioria das vezes, a colaboração traz muitas perspectivas que não eram vislumbradas antes dela acontecer.
5. Ofereça o que tem de melhor para dar de graça, em troca ou por pagamento. Às vezes, um trabalho de graça gera muitos outros que o pagarão no futuro.
6. Mostre o que precisa. Identifique o que pode receber de graça, em troca ou por pagamento.
7. Procure estabelecer outras conexões que possam fortalecer a primeira conexão, e assim por diante.
8. Dê continuidade ao processo. Não o deixe morrer. Faça acompanhamentos.
9. Trabalhe da melhor maneira possível, mesmo se não houver pagamento envolvido. Lembre-se que você está investindo em uma relação duradoura, para que todos evoluam juntos.

E seja muito feliz!
Para inspirar: www.facebook.com/quebrandootabu/videos/1361049140618136/